Este espaço é dedicado a tirar dúvidas sobre os diversos procedimentos realizados em nossa clínica. Aproveite !

Perguntas e Respostas em Odontologia

1. Quero fazer um Implante mas tenho medo, o que fazer?
Hoje em dia é um procedimento simples e rápido, em torno de 40 minutos para a instalação de um implante unitário. Um leve desconforto é relatado após o procedimento que geralmente é resolvido com analgésico. A colocação do implante no osso, impressiona os pacientes, porém é importante dizer que no osso há pouca invervação para dor. A sedação consciente pode ser usada para diminuir a ansiedade em caso de reabilitar múltiplos elementos.

2.  Qual a chance de um implante dar certo?
Estudos recentes apontam uma  taxas de sucesso acima de 95% nos implantes e  das próteses.  Este índice de sucesso porém, é médio.  Na região posterior da maxila, com osso pouco denso, o risco de falha é mais incidente.

3. Quais os riscos cirúrgicos?
 A cirurgia é normalmente realizada sob anestesia local e é muito menos traumática que a remoção de dentes inclusos (sisos). O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incomodo maior. Existe, porém, um certo risco inerente a qualquer intervenção cirúrgica - como infecção pós-operatória, edema demasiado e alguns outros, porém são suportáveis e não contra-indicam a técnica.

4. O que acontece se o implante apresentar alguma mobilidade após a colocação da prótese?
Significa a perda do implante. Toda mobilidade é progressiva e indicativa de insucesso.

5. Existe garantia de sucesso nesta técnica?
 A alta taxa de sucesso é dependente de´uma combinação de fatores como: boa qualidade óssea, ausência de problemas de saúde sérios como Diabets descompesada e tabagismo.  Não há a possibilidade de certeza de absoluto sucesso, mas mesmo nos casos onde ocorre a falha, o procedimento poderá ser refeito em cerca de dois meses após a perda do implante sem maiores problemas.

 

 

1.Quantas dentições nós temos?
Temos 2 dentições. A decídua e a permanente.

2.Quando começam a aparecer os primeiros dentes permanentes?
Lá pelos 6 ou 7 anos de idade.

3.Quando cai o último dente de leite?
Mais ou menos aos onze ou doze anos de idade.

4.O que é dentição mista?
Entre os 7 e 12 anos de idade, você tem na boca uma mistura de dentes de leite e dentes permanentes. A isto é dado o nome de dentição mista.

5.O que é má-oclusão dental?
São dentes fora da posição correta. Exemplos: dentes girados, encavalados, dentes muito para fora da boca deixando a pessoa "bicuda" ou muito para dentro da boca deixando o perfil achatado, dentes de cima que cobrem os de baixo, dentes de cima que não tocam os de baixo, dentes superiores que não encaixam direito com os inferiores. Dentes tortos podem ser considerados como doença.

6.O que é Ortopedia Facial ou Ortopedia Funcional dos Maxilares (OFM) ?
É um método de tratamento das displasias faciais e das má-oclusões dentais.

7.Qual o método que trata somente da má-oclusão dental?
É o aparelho fixo.
8.O que é atresia da maxila?
É um estreitamento da maxila. Quando o problema é muito severo provoca também estreitamento do nariz lá por dentro e prejudica a respiração, além de entortar os dentes, pois é também uma displasia facial.

9.Como é tratada a atresia da maxila?
Na criança é tratada com Ortopedia. Se for numa pessoa mais velha, provavelmente será necessária cirurgia ortognática para alargar esse osso. Esse método no adulto é chamado Disjunção Palatina Cirurgicamente Assistida, e dói muito.

10.O que provoca a atresia da maxila?
Existem várias causas. Uma das mais comuns é respirar pela boca.

11.Atresia da maxila prejudica só os dentes?
Não. Prejudica a respiração, a fala e pode ainda entortar a face (assimetria esqueletal). Geralmente a mandíbula (queixo) fica para um lado, quando olhamos a criança bem de frente.

12.É importante tratar os dentes?
Sim. Com dentes tortos você não consegue mastigar direito o que prejudica a digestão. Além disso pode facilitar o aparecimento de cáries, doenças das gengivas e problemas na Articulação Têmporo-Mandibular.

13.O que é respiração bucal?
É o fato de respirar muito pela boca. Acontece quando existe um aumento no tamanho de adenóides, desvio de septo por aumento dos tecidos da mucosa nasal ou mesmo simples hábito. Geralmente a criança dorme sempre com os lábios meio abertos. Pode haver junto atresia de maxila.

14.Respiração bucal prejudica o crescimento geral e da face?
Sim. Geralmente a maxila fica mais estreita e provoca a chamada mordida cruzada dental.

15.Problemas de alergia podem se refletir no crescimento facial?
Sim, quando provocam dificuldades respiratórias. Pode ocorrer estreitamento da maxila e portanto estreitamento do nariz também. Esse estreitamento da maxila pode provocar nos dentes o que é chamada mordida cruzada dental.